Cestas aéreas isoladas, Cestas aéreas não isoladas, manutenção preventiva, Normas

COMO REALIZAR O ENSAIO DE ESTABILIDADE DE UM CESTO AÉREO MONTADO EM CAMINHÃO

Você sabe como fazer um ensaio de estabilidade com seu cesto aéreo? Continue lendo nosso artigo e aprenda com a gente em passos simples e rápidos.

Os cestos aéreos possuem sistemas de estabilização primordiais para o trabalho em alturas. Conforme a norma NBR 16.092 (página 08 – Cap. 4.5), se existirem sapatas estabilizadoras, ou outro componente de estabilização utilizado como parte da configuração dos cestos aéreos, estes devem ser utilizados de acordo com as orientações do fabricante, para determinar se a unidade móvel atende aos requisitos de estabilidade.

As plataformas da Guiton, que são montadas em caminhão, possuem sapatas estabilizadoras que utilizam o próprio caminhão como parte do sistema de estabilização, garantindo maior segurança ao operador. A seguir, explicamos como realizar o ensaio de estabilidade antes de iniciar o trabalho em altura em cestos aéreos montados em caminhão.

ESTABILIDADE DE CESTOS AÉREOS EM SUPERFÍCIES PLANAS

A carga para qual a cesta aérea está qualificada, acrescida de 50% da carga total, deve ser aplicado no centro da caçamba e os braços devem ser posicionados na configuração de máximo tombamento. A cesta aérea deve ser submetida a todas as posições, no raio de 360° (graus), nas quais a carga puder ser colocada, estando o veículo em superfície plana e firme.

ESTABILIDADE DE CESTOS AÉREOS EM RAMPAS

A carga para qual a cesta aérea está qualificada, acrescida de 33% da carga total, deve ser aplicado no centro da caçamba e os braços devem ser posicionados na configuração de máximo tombamento. A cesta aérea deve ser submetida em todas as posições, no raio de 360° (graus), nas quais a carga puder ser colocada, estando o veículo em uma rampa de 5° (graus) na direção de menor estabilidade.

Equipamento estável

DISTÂNCIAS DE SEGURANÇA DE VALAS E BARRANCOS

Durante o acionamento dos estabilizadores, manter sempre uma distância de segurança suficiente de valas e barrancos. Essa distância depende do tipo de vala ou barranco (escorado ou não) e do tipo de terreno (É aconselhável consultar sempre o responsável pelo canteiro ou um Engenheiro Civil especializado em matéria de consistência do terreno). Com caráter meramente indicativo, apresentamos o seguinte esquema:

Esquema de segurança

É imprescindível certificar-se se a cesta aérea está estabilizada corretamente; é preciso também prestar atenção ao vento, aos deslocamentos do braço e a qualquer outra ocorrência, principalmente àquelas que poderiam ser imperceptíveis a um olhar menos atento. Outra informação importante é que, durante o ensaio, o levantamento de um pneu ou estabilizador do lado oposto não indica necessariamente uma condição de instabilidade. Em caso de dúvidas, consulte sempre o seu fabricante para mais informações.

Gostou deste conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe nas redes sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.